chuva

(chuva que bate.../ fonte : www.usina.com)



As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudades
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir

Há gente que fica na história
da história da gente
e outras de quem nem o nome
lembramos ouvir

São emoções que dão vida
à saudade que trago
Aquelas que tive contigo
e acabei por perder

Há dias que marcam a alma
e a vida da gente
e aquele em que tu me deixaste
não posso esquecer

A chuva molhava-me o rosto
Gelado e cansado
As ruas que a cidade tinha
Já eu percorrera

Ai... meu choro de moça perdida
gritava à cidade
que o fogo do amor sob chuva
há instantes morrera

A chuva ouviu e calou
meu segredo à cidade
E eis que ela bate no vidro
Trazendo a saudade
jorge fernando

Comentários

Anónimo disse…
Ola amigo, escreveste aqui um poema mto lindo. Sei os dotes do Jorge Fernando, ele ate merece homenagens. Gostei muito , bjs*** Lina
Anónimo disse…
Gostaste dele no meu blog, ofereço-te :
TUA DISTANCIA
Quero a tua mão quente
posada sobre meu peito,
o instante a seguir ao pensamento
o breve momento do desejo....
o gesto enternecedor
a dádiva de tudo
a entrega do amor
...e as lagrimas com suor...
............... Lina
Anónimo disse…
Gostei... bjinhos / Aran_aran
Sofia disse…
Silêncio... para as palavras do fado :-) Belo blog, bela poesia!
Maria Branco disse…
É Lindissimo sim!
Zoraide martins disse…
OI AMIGO ,AMEI SEU BLOG..MUITO LINDO AMEI O QUE ESCREVESTE AQUI...SE POSSIVEL ME VISITE OK?SOU A ZORAIDE ,MORO EM SAO PAULO CAPITAL,ADORARIA VE-LO LA NO MEU ESPAÇO DO MSN...PODE SER? BJUS TUDO DE BOM!!!

http://mamirisadinha502.spaces.live.com/

http://sempresonhando.spaces.live.com/

http://zm-arruda.zip.net/

APAREÇA POR LA OK?BJUSSSSS
Anónimo disse…
fado mais lindo!

Mensagens populares deste blogue

há uma musica do povo

a minha rua

Princesa Prometida